quarta-feira, 27 de maio de 2009

ZEEBO - Minha opinião sobre o futuro do console


Bom, ontem "pipocaram" notícias em todos os sites e blogs de games falando do lançamento oficial deste novo console 100% nacional desenvolvido pela Tec Toy.

É um projeto ambicioso que está querendo ganhar espaço de um mundo obscuro chamado "pirataria".

Depois da era "Praystation" (PS1 e PS2), todos os novos consoles lançados na mesma época ou posteriormente (Game Cube, Nintendo WII, XBox, Xbox 360, DS, PSP, etc) foram pirateados. O único console que vem se mostrando uma verdadeira "Fortaleza Digital" é, por incrível que pareça, o sucessor destes consoles que foram o marco da pirataria no nosso país!

O Playsation 3 está conseguindo um verdadeiro feito até agora! Não há qualquer indício de desbloquear o console, e quando há algum rumor aparecendo, a SONY logo lança um novo dispositivo/Firmware acabando com as esperanças destes "bandidos" (Sim, classifico tais indivíduos como bandidos).

É verdade que a mídia na qual o Playstation 3 utiliza, ainda é nova e pouco difundida, mas acredito que o PS3 será o primeiro console a conseguir tal feito a partir de agora! Só espero que os novos consoles dos demais fabricantes consigam o mesmo!

Mas voltando ao ZEEBO, é notável tal atitude da Tec Toy! Vai dar certo? Sinceramente, não sei!

Se fosse um video-game mais "potente" que fosse capaz de rodar jogos no nível do PS2 ou até mesmo os da geração atual, não teria dúvidas de que seria um sucesso, mas o console é muito "ultrapassado" tecnologicamente falando e para piorar, a empresa não está investindo em publicidade! E quando investe, alcança o público errado! Exemplo: Mandar um Release de Lançamento para sites voltados a jogos!

Mas por que considero uma estratégia errada? Simplesmente porque o público do ZEEBO (Pessoas não tão instruídas no assunto) não acompanham tais sites!

A empresa precisa fazer propaganda em lugares mais "populares" como Televisão, Rádio, Jornais, Revistas, etc. Só assim a empresa será capaz de alcançar aquele público que compra Mega Drive nas Casas Bahia (Potencial futuro comprador do ZEEBO).

Além disso, a forma como a empresa pretende distribuir/comercializar seus jogos é extremamente ousada, pois o público mais simples não tem qualquer afinidade com o termo "Distribuição digital". Se você chega para um tiozinho que vai nas Casas Bahia comprar um video-game para o seu filho e diz que neste novo console, para adquirir novos jogos, você precisa acessar um site próprio do fabricante para comprá-los, o cara vai ficar "boiando". Até você explicar para ele que não é necessário ter uma conexão banda larga e que a interface é extremamente simples e intuitiva, o cidadão já resolveu mudar de idéia e pegar um Polystation ou um Mega Drive que é mais barato!

Aliás, o preço também é outro fator que pode fazer a diferença, pois 500 reais num video-game desses eu ainda acho muito caro! Para alcançar um público maior ainda, a empresa deveria ter colocado o preço a 300 reais, pois com este valor, alcançaria o tiozinho que vai comprar Mega Drive nas Casas-Bahia (Já que o preço do Mega Drive é parecido), o público que ainda compra Playstation 2 e está disposto a experimentar este novo console e, porque não, o público mais Hardcore (Como nós) dispostos a investir nesta ousada proposta afim de incentivar o mercado nacional de games.

Mas, mesmo com estes impecílios, que acredito que a empresa sofrerá no início, torço de coração para que este projeto dê certo, pois se o ZEEBO for um sucesso, o mercado de games no BRASIL vai ganhar muito! Torçamos pelo sucesso do ZEEBO!
E você, o que acha deste novo projeto? Concorda? Tem alguma opinião diferente?

Um comentário:

Mr. Power Play disse...

Excelente crítica sobre o assunto. concordo em gênero número e grau com você companheiro Samuel.

Infelizmente a camada pobre da população não tem capacidade de entender o funcionamento do Zeebo. Outro problema muito bem falado se diz respeito a propaganda. O Marketing da Tectoy está errado e podem ter jogado uma grande promessa no lixo.

Abraços