sexta-feira, 28 de maio de 2010

Games - Red Dead Redemption (Primeiras Impressões)

Ontem finalmente meu Red Dead Redemption chegou e como não poderia deixar de ser, logo quando cheguei em casa já coloquei o jogo no meu Xbox 360 e iniciei a minha aventura no velho oeste.

Comecei jogando a campanha e depois joguei algumas partidas do Multiplayer com alguns amigos brasileiros. Creio que o tempo total de jogo foi de apenas 3 horas, por isso ainda é cedo para fazer uma análise mais completa do jogo, portanto vou descrever aqui somente as minhas primeiras impressões deste jogo que é forte candidato a GOTY (Jogo do ano) em 2010.

Gráficos: É impressionante o salto de qualidade que a Rockstar conseguiu na sua engine RAGE (A mesma de GTA IV). O cenário do jogo está belíssimo, com muitos detalhes que fazem você ficar babando o tempo inteiro. A mudança climática está fielmente representada, e ter a oportunidade de ver o nascer/pôr do Sol é algo indescritível neste jogo. E o que dizer da chuva? Eu fiquei de queixo caído quando presenciei a chuva pela primeira vez. Se você estiver a noite e começar a chover, o jogo consegue simular até a luminosidade (Clarão) que os relâmpagos emitem, iluminando todo o cenário.

Som: A trilha sonora deste jogo é uma das melhores do ano, senão a melhor. Procure ouvi-la e você saberá o que estou dizendo. Além disso, os efeitos sonoros estão ótimos. O deserto literalmente ganha vida com o barulho dos animais, cavalos, gritos de cowboys, pássaros, cobras, coiotes, etc. Outro ponto de destaque é a dublagem dos personagens, tiveram o cuidado de fazer com que todos os personagens do jogo (Principais e secundários) tivessem aquele sotaque “interiorano”.

Jogabilidade: No começo estranhei um pouco, mas passaram alguns minutos para que eu estivesse totalmente familiarizado com ela. Quem jogou GTA IV, o nível de aprendizado será bem rápido, pois os botões são os mesmos. Atirar também está muito bom, basta apontar a câmera para o inimigo e apertar o LT para o seu personagem mirar a arma diretamente no peito do infeliz. Muito intuitivo e fácil de se pegar o jeito. Atirar encima do cavalo também está muito bem feito.

Enredo: Como eu disse, joguei muito pouco para dar um veredito final ao jogo, principalmente com relação a história. Mas pelo pouco que vi, digo sem medo que o enredo deste jogo promete ser magnífico. A maior prova disso é que eu não consegui parar de jogar, sempre ficando com vontade de continuar jogando para descobrir o que aconteceria depois.

Campanha: A campanha Single Player está fantástica. Pelo pouco tempo que joguei, já foi possível notar de que este jogo será capaz de me divertir por horas e horas. As missões principais são épicas, no começo elas começam relativamente simples, afinal você ainda está se acostumando com a jogabilidade, mas bastam algumas horas para você começar a se deparar com missões capazes de fazer você babar encima do controle. Uma missão mais divertida que a outra. E se você achou que só as missões principais são ótimas, saiba que as missões secundárias são magníficas também. Se não bastassem as ótimas missões a serem cumpridas, o jogo possui diversas coisas para se fazer, por exemplo: Caçar bandidos procurados pela lei e entregá-los às autoridades vivo ou morto em troca de recompensas, caçar e retirar a pele dos animais para vender e arrecadar uns trocados, jogar pôquer, jogo da faca, etc. Há muita coisa para se fazer na campanha single player e certamente ela será responsável por comprometer boa parte da sua vida social, tamanha a diversão que ela proporciona.

Os detalhes é que separam um jogo “bom” de um “clássico” não é mesmo? E é nos detalhes que RDR mostra que é forte candidato a jogo do ano. Gostaria de compartilhar algumas situações que vivenciei no jogo para que vocês tenham uma idéia do que estou falando (É SPOILER, mas recomendo que vocês leiam se quiserem ter uma idéia da genialidade do jogo. Trecho em vermelho):

- Certa vez estava eu cavalgando pelo deserto caçando alguns animais para poder vender suas peles e arrecadar uns trocados. De repente surge um cidadão sentado encima do seu cavalo pedindo para que eu o ajudasse a salvar seu amigo que estava em maus bocados. Prontamente segui o cara até o local do incidente, quando de longe avistei o amigo do cara sendo enforcado por uma gangue de bandidos. Prontamente acionei o DEAD EYE (Tipo um BULLET TIME) e matei todos os bandidos e atirei na corda libertando o pobre coitado da forca. Fantástico, não é mesmo?


- Após completar uma missão, me dirigi até a cidade para vender algumas peles de animais que tinha conseguido. Do nada me deparei com uma senhora que, desesperada, me pediu para que encontrasse o seu marido desaparecido. Aceitei a missão e fui até o SALOON da cidade buscar informações do indivíduo. Consegui encontrar um cara que sabia o paradeiro do marido daquela senhora, só que em troca da informação ele pediu uma dessas duas coisas: Ir até a estação de trem e convencer a mulher dele a voltar para casa, já que eles tinham brigado e ela estava indo embora da cidade ou pagar U$ 5,00 pela informação. Obviamente paguei o valor, pois não sou “terapeuta de casal” para ficar correndo atrás de mulher abandonada. Após descobrir o paradeiro do marido “sumido”, fui até o local apontado por aquele homem. Quando cheguei lá, a surpresa: Era um cemitério e o marido daquela senhora já estava morto há tempos. Sim meus amigos, aquela pobre senhora ficou maluca e ainda estava achando que seu marido pudesse estar vivo. Um momento memorável que fez com que eu me apaixonasse ainda mais pelo jogo!

Multiplayer: Joguei apenas dois modos e entrei no meio das partidas, portanto não dá para detalhar como está o funcionamento do Multiplayer do jogo, modos, etc. Vou falar apenas da experiência que eu tive nessas duas ou três partidas. A primeira foi o famoso “Team Deatmatch”. Aqui nenhum segredo, dois times duelando para ver qual deles consegue o maior número de mortes. O segundo modo foi o também famoso “Capture a bandeira”, onde aqui você tinha que buscar 3 sacolas de tesouro na base do inimigo e levar até a sua base. Nada muito novo, mas suficiente para me fazer ficar empolgadíssimo com a diversão proporcionada pelo Multiplayer do jogo. Os mapas que joguei foram ótimos, muito bem feitos e com diversos pontos de estratégia. E o que dizer dos duelos iniciais, onde antes de começar, as duas equipes se duelam como no velho oeste. (Rss) É escolher um inimigo para atirar e torcer para ninguém te matar e você conseguir escapar da morte quase certa. Tensão total. Foram ótimas partidas, pena que não pude jogar mais, mas o Multiplayer deste jogo promete ser extremamente divertido.

Conclusão: Bom, como um POST de primeira impressão de um jogo, creio que falei até demais. (Rsss) Mas não tem como não falar muito deste jogo. Ele é épico em todos os sentidos. Diversos detalhes que te surpreendem a cada minuto de jogatina. Não tenho como não recomendá-lo a você, caro amigo leitor. Se você ainda não comprou Red Dead Redemption, não perca tempo e pegue este jogo. Mesmo que você não seja fã de SandBox, vale a pena dar uma chance a ele. Jogaço, candidatíssimo a jogo do ano.

4 comentários:

Quinante disse...

Maravilha Sam.

Aquela parte do spoiler deixou-me mais animado ainda a pegar logo o meu game. Que coisa fantástica. O meu chega domingo e não vejo a hora de jogar.

Como não consegui a Edição Limitada para PS3, futuramente devo comprá-la para o Xbox360. aí poderei fazer parte dos Tripas Secas.

Abraço.

Jack disse...

Tá na minha wishlist!

Sam (maciotas) disse...

@Quinante,

Cara, este jogo é viciante. Tenho jogado todos os dias depois que eu comprei e a cada minuto ele me surpreende mais. Pena que o meu tempo é excasso, senão já teria fechado a campanha de tão viciante que ele é! Você não quer parar de jogá-lo!

@Jack,

Se você curte jogos no estilo, faça um esforço pra comprá-lo. Baita jogo! O melhor que joguei neste ano e um dos melhores do Xbox 360!

Abraços,

luana456 disse...

Bom eu tambem adorei o jogo e é dificil uma ''menina'' gostar desses tipos de jogos , fiquei tambem assim quando vi a chuva fiquei tão alegre eu ja zerei o jogo só que estou na parte da familia e não quero ir para ás missões do jack Marston (Filho de Jonh Marston) Porque na ultima missão jonh morre baleado , é triste e agente tem que jogar com o Jack Marston adulto e ele e horrivel , rs